Educação

Fundação Aprendiendo Bajo la Cruz del Sur

A Fundação “Aprendiendo Bajo la Cruz del Sur” nasceu em 2000 por iniciativa de Claudia Gómez Costa, sua presidente desde então, para fornecer conexão à Internet e filtros para tornar a água potável em escolas isoladas dentro do território argentino. Graças à conectividade, Claudia pode capacitar professores, alunos e familiares, realizar consultas médicas e entrar em contato com outras escolas.

Claudia Gómez Costa é formada em educação e especialista em tecnologia da informação.


Em 2017, recebeu o prêmio Argentina Solidaria Flag Bearer, em reconhecimento ao seu trabalho incansável para tornar a inclusão social, o desenvolvimento humano e a igualdade de oportunidades um direito ao qual todos devem ter acesso.
A Fundação presta assistência a escolas rurais isoladas em comunidades crioulas e indígenas das regiões de puna, altas montanhas, selva, yungas, morro, esteros e delta.
Além disso, Claudia é responsável pela formação de professores para que possam aproveitar ao máximo a tecnologia para fins educacionais e sociais.
A conexão à Internet, o treinamento e os filtros de purificação de água atualmente beneficiam mais de:

  • 500 alunos diretamente
  • 000 pessoas (família direta e comunidade de inserção)
  • 620 professores diretamente
  • 800 professores indiretamente (formação de formadores)
  • 000 pessoas com os filtros de água

Em 2015, foi inaugurado o Anexo da Escola Pública de Educação Nº 1074 e desde então se tornou a primeira escola rural e de difícil acesso em El Impenetrable, província do Chaco, que conta com serviço gratuito de Internet e formação pedagógica à distância.

A Fundação, em um esforço inédito, tornou esse sonho possível graças à constante contribuição e apoio que recebe da Fundação Banco Macro e da Servicio Satelital para fornecer conectividade.

Nesta área habitada pelos Wichis, a água, como em muitas outras comunidades perdidas do país, é um grande fator de risco e para usá-la é necessário filtrar os insetos por meio de um tecido. Demora muito para se acostumar a coletar água da chuva. Alguns a fervem, enquanto outros, mesmo acumulada por dias, a bebem sem muito cuidado.

Por isso, a Fundação também disponibiliza filtros portáteis obtidos a partir de doações. São importados, fáceis de usar, eliminam bactérias e transformam instantaneamente a água marrom da cisterna em um líquido tão claro quanto o que sai de qualquer torneira da cidade.

No dia 15 de abril, a empresa EXO e a Fundação inauguraram uma estação de Telemedicina em Molulo, província de Jujuy.

Assim, foi realizado o projeto “Atenção primária à saúde digital na cidade indígena de Molulo”, dirigido pela Universidade Nacional de Jujuy em conjunto com o Ministério da Saúde de Jujuy e financiado pelo Ministério da Saúde da Argentina.

O projeto faz parte do trabalho que vem sendo realizado há anos pela empresa EXO, que é a que fornece o Centro de Diagnóstico Móvel (CDM), e a Fundação com o apoio da Fundação Banco Macro e a Servicio Satelital, que fornece conectividade.

A inauguração foi realizada por meio de videoconferência graças à conexão via satélite.

Participaram o diretor da escola, autoridades e pais da comunidade indígena do Molulo, autoridades locais, províncias e nacionais, bem como representantes da EXO, da Fundação e da Servicio Satelital.

O mais emocionante foi a presença das crianças da escola de Molulo “Soldados de mi Patria” com seu professor, Guillermo Duarte, além dos médicos do hospital de Jujuy que também estiveram presentes expressando seu apoio e, acima de tudo, sua emoção ao ver esse sonho tornar-se realidade.

Servicio Satelital Logotipo Blanco

Escritório Central
Diógenes Taborda 127 2° piso
C1437EFC
Ciudad de Buenos Aires – Argentina

Telefone: +54 11 4152-5200

Centro de Assistência Técnica
Apenas para os clientes – 24 horas

Telefone: +54 11 4152-5100
WhatsApp:
+54 9 11 5588-6437